Algo eu digo:

domingo, 10 de maio de 2009

Bay

Eu, que sou alado
Passo longe das nuvens
Mal sei andar
Procuro não as cores, não a leveza
Mas o vôo
Me ensina a voar
Vai, se você precisa ir
Voa pra longe, mas me tira daqui
De dentro de mim mesmo
Sou âncora em teu porto...
Guardo em mim o aroma das margaridas
Parte do teu pouso
Mas me fiz feliz assim
Pois tua felicidade me faz bem
Será que a borboleta
Ao sair do seu casulo
Sabe a beleza que tem?

2 comentários:

  1. "Bay" = "voar", no Vietnã

    Em outros lugares não, entretanto...

    ResponderExcluir
  2. Cada vez mais perfeito...
    E cada hora mastigando ainda mais.

    ResponderExcluir